OCORRÊNCIA DE CISTICERCOS EM FÍGADO, LÍNGUA E PULMÃO DE BOVINOS ABATIDOS SOB INSPEÇÃO FEDERAL NO MUNICIPIO DE ARAGUARI, MINAS GERAIS

R. F. VIEIRA, W. M. R. SOUSA, K. F. LIMA, D. P. NUNES, R. Q. MOREIRA

Resumo


Objetivou-se verificar a ocorrência de lesões hepáticas, linguais e pulmonares causadas pela cisticercose bovina. Para isso foi feito um estudo retrospectivo, em fichas de inspeção sanitária, da presença de cisticercos vivos e calcificados em fígado, língua e pulmão de 71.765 bovinos abatidos em todo o ano de 2014. Este trabalho foi conduzido em um abatedouro-frigorífico com Serviço de Inspeção Federal (SIF) localizado no município de Araguari – MG. Os dados destas lesões foram conferidos em todos os registros do Departamento de Inspeção Final (DIF), contabilizando os números de lesões por mês, e posteriormente o total daquele ano. Dos 71.765 bovinos, 236 (0,32%) apresentavam lesões de cisticercose no fígado, 328 (0,46%) na língua e 274 (0,38%) nos pulmões. De 236 encontrados em fígado, 224 eram causadas por cisticercos vivos e 12 por cisticercos calcificados. Nos tecidos da língua, encontrou-se 328 lesões, das quais 325 eram causadas por cisticercos vivos, e apenas 3 por calcificados. E, em pulmão, encontrou-se um total de 274 lesões, todas por cisticercos vivos. Conclui-se que houve ocorrência de cisticercose bovina entre os animais abatidos no ano de 2014 em um abatedouro-frigorífico do município de Araguari, Minas Gerais, representando, assim, mesmo que em baixa porcentagem, risco à saúde pública, visto a comprovação da ocorrência do complexo Teníase-Cisticercose na região do município estudado.

PALAVRAS-CHAVE: ZOONOSE. SAÚDE PÚBLICA. ABATEDOURO. COMPLEXO TENÍASE-CISTICERCOSE. CONDENAÇÃO POST-MORTEM.

ÁREA TEMÁTICA: Higiene e Inspeção de Produtos de Origem Animal

Texto completo:

PDF - TRABALHO


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2015v31n2p80