DEZ ANOS DE CURSO PNCEBT REALIZADO PELA ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UFG:1077 TREINADOS

A. M. SOUZA, F. C. DIAS FILHO, G. F. C. LINHARES, P. H. J. CUNHA, V. S. JAYME, V. M. B. D. MOURA, T. S. A. BASTOS, D. M. C. MADRID

Resumo


A Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás (EVZ/UFG) desde 2004 vem oferecendo cursos de treinamento e habilitação para profissionais médicos veterinários com o objetivo de capacitar este profissional para atuar de forma consistente no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PNCEBT). A atividade teve inicio na EVZ/UFG em 2004, com o reconhecimento do MAPA através da Portaria nº 44 de 18/07/2003 MAPA – D.O.U. nº 138 de 21/07/2003. Cada curso, com duração de cinco dias e carga horária total de 40 horas, é ministrado para turmas de no máximo 20 participantes contemplando atividades teóricas e práticas. Fazem jus aos certificados os participantes com frequência de 100% e média mínima de 7,0 na avaliação final. Através deste curso, que contém atividades teóricas e práticas envolvendo o aprimoramento do diagnóstico a campo e participação nos programas de certificação ou monitoramento de rebanhos, o concluinte estará capacitado para atuar de forma consistente no PNCEBT, podendo atuar oficialmente na colheita de material clínicos, realização de testes de triagem de diagnóstico laboratorial e emissão de atestados. Após mais de 10 anos de realização do curso (2004 a 2015), a EVZ/UFG contabiliza o total de 1077 profissionais treinados. A EVZ/UFG é a única Instituição do Estado de Goiás que oferece treinamento e capacitação de médicos veterinários autônomos para sua inserção no PNCEBT. Concluiu-se que esta ação é essencial para aprimorar o diagnóstico a campo e para a inserção dos profissionais nos programas de certificação ou monitoramento de rebanhos. Além disso, os resultados obtidos têm contribuído para melhor atuação conjunta entre o setor público e privado, promovendo crescimento profissional e ampliando a competitividade do Estado de Goiás no cenário nacional e do País no mercado internacional, com reflexos diretos na produção, na sanidade animal e na saúde humana.

PALAVRAS-CHAVE: BRUCELOSE. GOIÁS. TUBERCULOSE.

ÁREA TEMÁTICA: Vigilância Sanitária

Texto completo:

PDF - TRABALHO


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2015v31n2p43