ESTUDO ANATÔMICO DAS VALVAS SEMILUNARES, AÓRTICA E PULMONAR NO OVINO (OVIS ARIES – LINNAEUS, 1758).

P. R. R. MOREIRA, W. M. SOUZA, N. T. M. SOUZA, C. N. CORRÊA

Resumo


O estudo anatômico das valvas semilunares aórtica e pulmonar no ovino foi efetuado em 30 corações de ovinos, machos e fêmeas, adultos, mestiços e abatidos no abatedouro de ovinos ?Frigovino, município de Araçatuba(SP). Uma vez isoladas as valvas, foram distendidas e presas com alfinetes em uma placa de isopor e fixadas em solução aquosa de formol 10%. Foram obtidas imagens para análise da superfície valvar e, a seguir, mensuradas mediante o Sistema Analisador de Imagens Leica® Qwin 550IW. Os animais utilizados apresentaram peso médio da carcaça de 77,6kg carne. Altura média de 0,63m e comprimento médio de 1,28m. Relativamente ao coração, observou-se que o peso do órgão isolado apresentou 147,20g em média, enquanto a altura alcançou uma média de 10,37cm, a largura uma média de 7,52cm e o diâmetro da base com 17,41cm em média. As artérias coronárias originam-se do lúmen da aorta e os seus óstios posicionam-se em relação às válvulas semilunares aórticas direita (a. coronária direita) e esquerda (a. coronária esquerda). A artéria coronária direita apresenta o óstio situado mais freqüentemente, 27 vezes (90%), sobre a linha mediana da válvula; nas outras 3 observações (10%) ocorre à direita dessa linha. Enquanto a artéria coronária esquerda apresenta o óstio na maioria dos órgãos, 28 vezes(93,3%), localizado à direita da linha mediana da válvula semilunar aórtica esquerda, nas demais preparações, 2 vezes(6,7%) o citado vaso origina-se à direita dessa linha.
PALAVRAS-CHAVE: Coração. Valva. Ovino.

Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2006v22n2p80-85