TUMOR VENÉREO TRANSMISSÍVEL (TVT): ESTUDO RETROSPECTIVO DE 144 CASOS .

R. R. HUPPES, C. G. SILVA, R. A. R. USCATEGUI, A. B. DE NARDI, F. W. SOUZA, M. TINUCCI COSTA, R. L. AMORIM, J. M. PAZZINI, J. L. M. FARIA

Resumo


Objetivando analisar a prevalência de TVT em relação ao sexo, raça, idade, localização da lesão e resposta ao tratamento quimioterapêutico foi realizado um estudo retrospectivo de 144 cães atendidos no Hospital Veterinário da Universidade de Uberaba (HVU) durante os anos de 2007 à 2012, diagnosticados com TVT através da realização de exames de cito ou histopatologia. Destes, 59% eram cães sem raça definida (SRD). Apesar de 16,7% dos cães avaliados não terem suas idades determinadas, os resultados desta pesquisa revelaram que os pacientes apresentaram idade variando entre 1 e 15 anos sendo a faixa etária entre 2 e 8 anos (40,2%) a mais afetada. Em relação ao sexo, este trabalho demonstrou que as fêmeas foram mais acometidas que os machos (66,7 e 33,3% respetivamente). Observou-se que a principal localização da neoplasia foi a vulva (65,3%), seguida pelo pênis (30,6%), cavidades nasal (3,5%) e oral (0,7%). Dentre os 54 cães que foram submetidos ao tratamento no hospital veterinário, 39 concluíram o protocolo, sendo que 33 apresentaram citorredução completa utilizando vincristina como agente único; 3 animais se encontravam em tratamento ao final do estudo e nos 3 casos em que houve quimiorresistência, os pacientes se beneficiaram de doxorrubicina. 


Texto completo:

PDF - PORTUGUÊS


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2014v30n1p13-18