DETECÇÃO DO VÍRUS DA PERITONITE INFECCIOSA FELINA (FIPV) POR MEIO DA PCR.

G. S. MONTELEONE, P. E. BRANDÃO, C. DEMÉTRIO, F. GREGORI, C. ROSA, C. A. R. ROSALES, P. SOARES, R. M. SOARES, L. Y. B. VILLARREAL, L. J. RICHTZENHAIN, J. A. JEREZ

Resumo


A peritonite infecciosa dos felinos (PIF) é uma doença geralmente fatal de felinos selvagens e domésticos. O agente etiológico da PIF (Feline Infectious Peritonitis Virus, FIPV) é um coronavírus; um RNA vírus envelopado de fita simples da família Coronaviridae. O presente artigo relata a padronização e a aplicação de um método de diagnóstico de PIF baseado em PCR do gene codificador da proteína S do FIPV. Amostras de efusão pleural ou peritonial de 11 gatos e 1 leoa e amostras de soro sangüíneo de 10 gatos com efusão cavitária foram enviadas ao Laboratório de Virologia da FMVZ-USP. Das 22 amostras testadas, apenas uma, referente a uma efusão pleural, mostrou-se positiva pela PCR. Hipóteses ligadas ao diagnóstico clínico, à dinâmica da infecção viral e a características intrínsecas das amostras podem ser utilizadas para explicar o número de amostras negativas. A técnica de PCR aqui descrita apresenta-se como uma alternativa para o diagnóstico da peritonite infecciosa dos felinos. Aliada aos diagnósticos sorológico e histopatológico, é uma ferramenta que vem ajudar a esclarecer a etiologia e a epidemiologia da doença em diversas espécies, permitindo um entendimento da cadeia de transmissão e da dinâmica e patogenia virais e da necessidade de vacinas.
PALAVRAS-CHAVE: Peritonite. Felina. Diagnóstico. PCR.



DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2005v21n1p30-33