DESEMPENHO PRODUTIVO DE FRANGOS DE CORTE ALIMENTADOS COM FARINHA DE BATATA DOCE EM SUBSTITUIÇÃO PARCIAL AO MILHO, COM OU SEM SUPLEMENTAÇÃO ENZIMÁTICA

J. K. NUNES, J. C. MAIER, F. M. GONÇALVES, F. P. GENTILINI, M. A. ANCIUTI, F. RUTZ

Resumo


Um estudo foi conduzido para avaliar a substituição parcial do milho por farinha de batata doce, com ou sem suplementação enzimática, nas dietas de frangos de corte de 1 a 28 dias de idade. Duzentos frangos de corte de um dia, machos, Cobb foram classificados em cinco grupos de 40 animais, de acordo com seus pesos corporais, e alocados em 40 boxes, o que totalizou cinco blocos de oito boxes homogêneos cada. Oito combinações de quatro níveis de farinha de batata doce (0, 20, 40 e 60%) e dois níveis de complexo enzimático (0 e 200 g/ton) foram distribuídos aleatoriamente aos oito boxes de cada bloco. O complexo enzimático era composto por fitase, protease, xilanase, ß-glucanase, celulase, amilase e pectinase. Semanalmente, foram avaliados consumo de ração, peso corporal, conversão alimentar, índice de eficiência produtiva e uniformidade. Essas variáveis foram submetidas à análise da variação para os testes de significâncias dos efeitos principais e da interação de farinha de batata doce e complexo enzimático, seguido da decomposição da variação entre os níveis do fator farinha de batata doce em componentes polinomiais e do ajustamento das funções de respostas polinomiais. Os resultados indicam que a substituição do milho pela farinha de batata doce, com ou sem a suplementação do complexo enzimático, não demonstrou ser efetiva.

Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2010v26n3p170-177