UTILIZAÇÃO DE RAÇÕES DE POEDEIRAS COMERCIAIS FORMULADAS COM FITASE E NÍVEIS DE PROTEÍNA BRUTA SOBRE A EXCREÇÃO DE FÓSFORO, NITROGÊNIO E CÁLCIO

A. A. PEREIRA, O. M. JUNQUEIRA, P. ANDRADE, D. N. GRIEP JÚNIOR, M. F. PRAES

Resumo


Avaliou-se a enzima fitase, através de sua matriz nutricional, em rações formuladas com níveis proteína bruta sobre a percentagem de excreção de nutrientes de galinhas poedeiras, visando à diminuição do impacto ambiental. Foram alojadas 96 poedeiras comerciais com 44 semanas de idade da linhagem Isa Brown, distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 2, com quatro repetições de quatro aves cada. Os tratamentos constituíram de três níveis de proteína bruta (17, 15 e 13%) e dois níveis de inclusão da enzima fitase (0 e 500 FTU/kg ração). Para a constituição do ensaio, as aves passaram por um período de adaptação de três dias e outros quatro dias foram destinados para as coletas, para posterior avaliação da percentagem de excreção de nitrogênio, fósforo e cálcio. Através dos resultados pode-se verificar que a matriz nutricional da fitase utilizada permitiu diminuir a quantidade de fosfato bicálcico da ração proporcionando redução de 37,8% na excreção de fósforo. Similarmente, reduções moderadas dos níveis de proteína bruta (15%) da ração reduziram a excreção de nitrogênio em 10,8%, diminuindo o impacto ambiental causado pela excreção desses nutrientes.

Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2010v26n3p178-183