HEMOGRAMA E BIOQUÍMICA SANGUÍNEA DE CAPRINOS SUBMETIDOS A BIÓPSIA HEPÁTICA COM AGULHA TRU-CUT GUIADA POR VIDEOLAPAROSCOPIA

A. L. L. DUARTE, J. W. CATTELAN, M. G. ARAÚJO, R. J. G. CATTELAN, W. R. R. VICENTE

Resumo


A biópsia hepática com agulha tru-cut guiada por videolaparoscopia foi realizada em 12 caprinos machos, castrados, clinicamente sadios, sem raça definida, divididos em dois grupos, um (G1) com cinco animais de 12 meses e pesos entre 20 e 36,4 kg e outro (G2) com sete de seis meses e pesos entre 14,6 e 19,6 kg. Cada animal foi submetido à anestesia geral intravenosa seguida de laparoscopia pelo flanco direito. Após a visibilização do fígado, foi introduzida a agulha de biópsia hepática tru-cut no décimo primeiro espaço intercostal direito, a aproximadamente 12cm ventral à coluna vertebral, para punção e remoção de fragmento do lobo hepático direito. Foram feitos hemogramas e exames bioquímicos sanguíneos no pré-jejum e às 24, 48 e 72 horas após a intervenção cirúrgica. Em todos os constituintes sanguíneos analisados não foram observadas diferenças (P>0,05) entre os grupos. As alterações observadas no hemograma e na bioquímica sanguínea de caprinos submetidos à biópsia hepática com agulha tru-cut guiada por videolaparoscopia foram de baixa magnitude e, nos dois grupos, observou-se leucocitose, neutrofilia e aumento do teor plasmático de fibrinogênio às 24 horas pós-cirúrgica, indicando a ocorrência de processo inflamatório intra-abdominal discreto, não mais observado na 48ª hora pós-operatória.

PALAVRAS-CHAVE: Hematologia. Biópsia hepática. Bioquímica sanguínea. Caprino. Videolaparoscopia.


Texto completo:

Artigo na Íntegra - PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2009v25n2p047-053