DISSOLUÇÃO DE URÓLITO DE ESTRUVITA POR MEIO DE MANEJO NUTRICIONAL E ANTIBIOTICOTERAPIA EM CÃO: RELATO DE CASO

C. GOLONI, B. S. A. BONDER, I. L. S. SENHORELLO, M. TINUCCI-COSTA, A. C. CARCIOFI

Resumo


A urolitíase é doença frequente que acomete o trato urinário dos animais de companhia. O urólito de estruvita é o tipo mais frequentemente em cães. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de dissolução de urólito de estruvita em bexiga urinária por meio de manejo dietético e antibioticoterapia, que apresentou resolução satisfatória. Um cão, fêmea, castrada, de 8 anos, da raça pequinês, foi atendida apresentando sinais clínicos compatíveis com infecção do trato urinário inferior e confirmados na urinálise com a presença de hematúria, piúria e bacteriúria e cultura urinária de 100.000 UFC de Staphylococcus sp. Ao exame radiográfico simples, constatou-se a presença de várias estruturas radiopacas, caracterizando urólitos, sendo a maior medindo 1,26 x 1,63 cm na vesícula urinária. Como tratamento foi instituído antibiotioticoterapia com Cevofecina 8 miligramas por quilograma de peso corporal por via subcutânea a cada 15 dias por 60 dias de acordo com o resultado do antibiograma e, como prescrição nutricional, utilizada dieta comercial seca formulada para dissolução de cálculos de estruvita. O animal foi radiografado no primeiro dia de atendimento, no segundo e no terceiro mês de acompanhamento, verificando-se redução progressiva do tamanho dos urólitos, não havendo evidências radiográficas e sombra acústica ao ultrassom na bexiga urinária após 70 dias de tratamento. A combinação de adequada antibioticoterapia e dieta calculolítica promoveu a dissolução total dos urólitos, não se fazendo necessário intervenção cirúrgica no paciente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2018v34n3p135-140