IDENTIFICAÇÃO DO SEXO DE GANSOS DOMÉSTICOS (ANSER ANSER): COMPARAÇÃO DA TÉCNICA DE SEXAGEM CROMOSSÔMICA E A INSPEÇÃO PÓS-ANESTÉSICA DA CLOACA

R. C. JUSTINO, C. E. S. GRUNADAS, D. A. SHIGUE, L. G. CAETANO, A. L. DIAS, M. I. M. MARTINS

Resumo


Os gansos domésticos utilizados neste experimento eram de vida livre, pertencentes a um lago localizado em uma área urbana e sua população havia aumentado dramaticamente. a necessidade de um projeto com foco na esterilização de alguns machos, para reduzir o crescimento populacional, levou à necessidade de sexagem desses animais. como os gansos domésticos apresentam mínimo dimorfismo sexual, duas técnicas foram testadas: análise citogenética e inspeção da cloaca pós-anestesia. foram utilizados oito gansos adultos, escolhidos aleatoriamente de um grupo de 80 animais. eles foram capturados com redes ou manualmente, transportados individualmente e alojados em local apropriado a espera da análise citogenética (três a quatro dias). para a sexagem cromossomal, foram coletados 2 ml de sangue e a técnica de cultura de linfócitos periféricos foi empregada. as amostras resultantes foram tratadas com kcl hipotônico, fixadas em três trocas de solução de metanol e ácido acético. as lâminas foram preparadas com a técnica padrão e examinadas ao microscópio óptico para observação das metáfases. para a técnica de eversão da cloaca, foi realizada a anestesia injetável com tiletamina-zolazepam 5%. dez minutos após a anestesia, a cloaca foi evertida para a visualização das estruturas internas e a determinação sexual. As técnicas foram conduzidas em duplo cego, para melhor acurácia dos resultados. Dos oito animais submetidos à técnica de sexagem cromossomal, cinco foram identificados como machos e três como fêmeas, alcançando 100% de concordância quando comparada com a técnica de eversão da cloaca. A técnica de sexagem cromossomal aparentou causar o menor desconforto nos animais avaliados, mostrando-se uma técnica confiável para determinação sexual e favorável ao bem-estar animal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2016v32n1p74-80