RESISTNCIA ANTIMICROBIANA DE CEPAS DE Staphylococcus sp ISOLADAS DE GADO LACTANTE SAUDÁVEL DE UMA FAZENDA ORGNICA.

D. RODOLPHO, J. M. MARIN, M. L. C. ARAUJO

Abstract


Um total de 95 cepas de Staphylococcus sp, isoladas de 129 vacas leiteiras aparentemente saudáveis em uma fazenda orgânica situada no Estado de São Paulo, foram caracterizadas em relação à resistência a 7 drogas antimicrobianas. Entre as 95 cepas obtidas, resistência à penicilina foi a mais freqüentemente encontrada (96,8%), seguida pela resistência a estreptomicina (67,3%), norfloxacina (31,5%) e vancomicina (5,2%). A produção de β-lactamase foi encontrada em 21,0% das cepas isoladas. Resistência a múltiplas drogas foi comumente encontrada e dois modelos de fenótipos foram encontrados em 78,9% das cepas. Estes resultados mostraram que mesmo em vacas que não foram expostas a antimicrobianos há 5 anos, foi possível observar uma alta incidência de resistência a antimicrobianos entre as cepas bacterianas colonizadoras destes animais.
PALAVRAS-CHAVE: Staphylococcus sp. Resistência antimicrobiana. Tratamento homeopático. Resistência múltipla.



DOI: http://dx.doi.org/10.15361/2175-0106.2006v22n1p37-42